top of page
  • Foto do escritorRené Santos Neto

Xadrez Político no Paraná: Estratégias, Alianças e Embates Rumo às Eleições de 2024

O cenário político do Paraná, à medida que se aproxima o ano eleitoral de 2024, está se desenhando como uma complexa tapeçaria de estratégias, ambições e alianças potenciais. O que se percebe é uma série de movimentos calculados por parte dos principais atores políticos, buscando consolidar suas posições e expandir sua influência.


1. PSD: Estratégias entre Energia e Política


Começando pelo PSD, o partido, que optou por escolher o Fórum Nacional de Energia de 2023 em Foz do Iguaçu como pano de fundo para suas discussões, parece ter foco claro nas capitais dos estados para as eleições municipais. A intenção de transformar Eduardo Pimentel, atual vice, em prefeito de Curitiba é uma clara indicação da ambição do partido em consolidar seu poder na capital paranaense. O fato de que estas discussões ocorrem em um fórum de energia, e não em um ambiente estritamente político, destaca a interseção da política com outros setores influentes no país.


2. O Carisma de Ratinho Junior


Ratinho Junior é, sem dúvida, uma figura central neste cenário. Seu nome tem sido ligado à candidatura presidencial em 2026, e o apoio vocal da dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó apenas solidifica sua imagem positiva. No entanto, é importante observar que Ratinho tem sido cuidadoso em evitar falar abertamente sobre suas ambições presidenciais, escolhendo em vez disso focar nas conquistas de sua gestão estadual.


3. As Complexidades do PSD e a Casa Civil


Enquanto o PSD parece ter uma visão clara em nível nacional, as coisas ficam um pouco mais complicadas no nível estadual. A recente reunião entre os deputados do PSD e a Casa Civil mostrou que ainda há questões pendentes a serem resolvidas, especialmente em relação ao comando do partido nos municípios do Paraná. O critério de desempenho nas urnas pode ser uma solução prática, mas também pode gerar conflitos internos.


4. O Surgimento do União Brasil


O União Brasil, sob a liderança de Felipe Francischini, está fazendo movimentos significativos no cenário político. Com Ney Leprevost possivelmente desafiando Eduardo Pimentel em Curitiba, e a possível candidatura de Sergio Moro ao governo do estado em 2026, o partido parece estar posicionando-se como um rival significativo para os estabelecidos no poder.


5. As Manobras do MDB


O MDB, em sua tentativa de atrair Gustavo Fruet, está jogando uma cartada estratégica. Ao trazer Paulo Salamuni para o front e oferecer a Fruet a oportunidade de escolher seu vice-prefeito, o partido está claramente tentando consolidar uma frente unida para as próximas eleições.


Conclusão


O cenário eleitoral do Paraná está se moldando como um dos mais intrigantes dos últimos tempos. Com movimentos estratégicos, alianças potenciais e uma série de candidatos carismáticos entrando em cena, os próximos meses prometem ser repletos de desenvolvimentos e surpresas. O que é claro, no entanto, é que cada partido e candidato está ciente das apostas e está fazendo movimentos cuidadosos para garantir sua posição no jogo político.




69 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page