top of page
  • Foto do escritorRené Santos Neto

Curitiba e Paraná: Xadrez Político e Estratégias para 2024




 

À medida que nos aproximamos das eleições municipais de 2024 em Curitiba, o cenário político no Paraná começa a se desenhar com articulações e alianças intrigantes. As recentes atividades de figuras políticas proeminentes como Gustavo Fruet, Ney Leprevost, Luciano Ducci, Eduardo Pimentel e Ricardo Barros sinalizam uma temporada eleitoral cheia de manobras estratégicas.


 

O Mistério das Contas de Gustavo Fruet


A ausência de uma prestação de contas de 2014 do ex-prefeito Gustavo Fruet (PDT) no Tribunal de Contas do Paraná (TC-PR) levanta questões e especulações. Esta incerteza sobre as contas pode afetar as estratégias eleitorais do PDT, principalmente se o partido optar por lançar o deputado estadual Goura Narataj na corrida pela prefeitura de Curitiba.


Estratégias dos Principais Candidatos


Enquanto isso, os principais candidatos à prefeitura, Ney Leprevost (UB), Luciano Ducci (PSB) e Eduardo Pimentel (PSD), intensificam suas campanhas. Leprevost, utilizando sua presença nas praias de Guaratuba para fortalecer sua base eleitoral, e Pimentel, aproveitando os eventos da prefeitura para testar sua popularidade. Ducci, apesar de menos ativo atualmente, planeja intensificar sua campanha a partir de fevereiro.


Movimentações do Ex-Presidente do Republicanos


Valdemar Bernardo Jorge, ex-presidente do Republicanos, prepara-se para uma possível mudança para o Novo, o que pode reforçar a candidatura de Fernanda Dallagnol (NOVO) à prefeitura. Este movimento sugere uma estratégia do Novo para se tornar mais competitivo nas eleições municipais de Curitiba.


As Ambições de Ricardo Barros e Rafael Greca


Ricardo Barros (PP) e Rafael Greca (PSD) parecem estar construindo uma aliança forte. Enquanto Barros visa uma vaga no Senado, Greca tem aspirações ao governo do Paraná. Esta parceria pode fortalecer o PSD no estado, especialmente se a filha de Barros se tornar vice na chapa de Eduardo Pimentel.


O Futuro do PT em Curitiba


O PT paranaense está numa encruzilhada. A pesquisa eleitoral planejada para fevereiro será crucial para decidir se o partido lançará uma candidatura própria ou apoiará um aliado. Com a nova geração do PT buscando mais protagonismo, as decisões tomadas agora terão um impacto significativo na eleição municipal de 2024.


Rejeição a Lula em Curitiba


A rejeição ao presidente Lula (PT) em Curitiba, segundo o Paraná Pesquisa, é uma das mais altas entre as capitais brasileiras. Esta dinâmica regional pode influenciar as eleições de 2024, tanto em Curitiba quanto em outras grandes cidades do Paraná.


Conclusão


À medida que nos aproximamos das eleições de 2024, o cenário político em Curitiba e no Paraná se revela um xadrez complexo, com várias figuras chave manobrando para posições estratégicas. As decisões tomadas agora pelos partidos e políticos influenciarão não apenas as próximas eleições municipais, mas também a política estadual nos próximos anos.


77 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page