top of page
  • Foto do escritorRené Santos Neto

Curitiba 2024: As Surpresas, Estratégias e Alianças Que Podem Moldar a Próxima Eleição

A política paranaense, particularmente em Curitiba, encontra-se em um turbilhão de estratégias, alianças e especulações conforme nos aproximamos das eleições de 2024. Neste cenário de constante evolução, novos nomes e antigos protagonistas buscam consolidar sua presença, enquanto alianças são testadas e reconfiguradas. Alexandre Curi, com sua experiência e influência, desponta como uma figura-chave, articulando movimentos significativos nos bastidores. Por outro lado, Deltan Dallagnol, mesmo após a cassação de seu mandato, permanece como uma figura relevante no xadrez político, indicando a persistência de sua influência e o potencial de sua rede de apoio. Com tantos jogadores influentes e interesses variados em jogo, a política curitibana se prepara para uma das eleições mais acirradas e imprevisíveis dos últimos tempos.


1. Os Planos Políticos de Rosângela Moro:


Rosângela Moro, apesar de ter sido eleita deputada federal por São Paulo, está traçando seus planos políticos no Paraná, ligados estreitamente ao seu marido, o senador Sergio Moro. A ameaça de uma cassação de Moro poderia levar a uma eleição suplementar, onde ele planeja lançar sua esposa como senadora. Se Moro mantiver sua posição, Rosângela pode concorrer à prefeitura de Curitiba em 2024, possivelmente pelo Partido NOVO, que tem demonstrado interesse em associar-se à família Moro.


2. Luciano Ducci e o MDB:


Luciano Ducci, do PSB, busca alianças fora da frente ampla de esquerda e iniciou negociações com o MDB. Com o MDB ainda indeciso sobre seu candidato à prefeitura, uma aliança entre Ducci e o MDB poderia oferecer uma candidatura competitiva, com vantagens adicionais em termos de tempo de televisão e rádio.


3. Paulo Martins e o Senado:


O ex-deputado federal Paulo Martins parece estar mais focado em uma possível eleição para o Senado do que na corrida pela prefeitura de Curitiba. Com o PL sem uma candidatura sólida para a prefeitura, Martins poderá ser um ator crucial no apoio aos principais candidatos da direita e centro-direita, Eduardo Pimentel e Ney Leprevost.


4. Deltan Dallagnol e o Partido NOVO:


Após a cassação de seu mandato pelo TSE, Deltan Dallagnol está se juntando ao Partido NOVO. O ex-deputado tem planos de apoiar candidatos a prefeito em todo o Paraná pelo NOVO. A movimentação de Dallagnol pode ser vista como uma resposta às ações percebidas como insatisfatórias do Podemos, seu partido anterior.


Conclusão:


O cenário político de Curitiba está carregado de intrigas e estratégias. A potencial candidatura de Rosângela Moro, as manobras de Ducci com o MDB, e a mudança de Deltan para o Partido NOVO são desenvolvimentos significativos que podem moldar a paisagem política nos próximos meses. A capacidade de Sergio Moro de transferir votos e sua popularidade para sua esposa, Rosângela, será um teste importante para sua influência política. Enquanto isso, a busca por alianças e a consolidação de candidaturas continua a ser uma prioridade para muitos partidos e políticos, à medida que a contagem regressiva para 2024 continua.




65 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page